Blog
Tecnova

Publicado em: quinta, 17 de outubro de 2019 às 08:17

Na hora do Descarte de Lâmpadas, faça a coisa certa

Na hora do Descarte de Lâmpadas, faça a coisa certa

Usamos lâmpadas todos os dias e muitas vezes não no damos conta. Ao chegar em nossas casas, à noite, basta acionar o interruptor e seguir nossas vidas. Porém, quando uma delas deixa de funcionar nos deparamos com um problema: como fazer o descarte. As lâmpadas mais comuns em residências e em empresas são as incandescentes (que já não podem mais ser fabricadas), as de LED e as fluorescentes. Todas elas têm suas peculiaridades no momento do descarte. A seguir, entenda como proceder com o descarte de cada tipo de lâmpada e faça a coisa certa.

 

Lâmpadas incandescentes

Não possuem resíduos tóxicos, então não existe muitos problemas em descarta-las no lixo comum. O cuidado que se deve ter é o componente vidro que pode quebrar e causar acidentes para quem fizer separação em centros de reciclagem. Ao descartar essas lâmpadas proteja-as bem em papel jornal ou em caixas de papelão identificando o conteúdo.

 

Lâmpadas LED

Tanto o processo, quanto os materiais usados na fabricação permite a reutilização e reciclagem de 98% da lâmpada de LED. Deve ser destinada para reciclagem e separada do lixo seco comum. Embale bem e não misture com outros tipos de vidro (vasos, garrafas ou potes). Se em sua cidade há pontos de coletas para lâmpadas faça o descarte nesses locais, pois eles darão o destino correto.

 

Lâmpadas fluorescentes

Deixamos as lâmpadas fluorescentes por último porque o descarte dessas lâmpadas é o que requer mais cuidados pela presença de componentes químicos prejudiciais à saúde. O mais perigoso deles é o mercúrio, um metal pesado e tóxico.

O correto é descartar essas lâmpadas em pontos de coleta para que sejam entregues em locais especializados na descontaminação. Depois disso o material pode ser reciclado e aproveitado para fabricação de outros produtos.

 

Em caso de quebra de uma lâmpada fluorescente alguns cuidados precisam ser tomados:

- Retire crianças e animais do local e não toque o material;

- Ventile bem o ambiente e afaste-se do local aguardando, no mínimo 15 minutos antes de retornar para providenciar a limpeza;

- Não use aspirador para recolher restos da lâmpada porque ele vai ficar contaminado e não poderá ser utilizado para limpeza da casa;

- Se uma lâmpada fluorescente quebrar em cima da cama, os lençóis e cobertas que tiveram contato com esse material deverão ser descartados e o mesmo vale para peças de roupa porque estarão contaminados permanentemente;

- Use luvas. Jamais toque com as mãos os restos de material;

- Os cacos devem ser colocados em sacos plásticos muito bem lacrados;

- Com fitas adesivas, papel toalha umedecido limpe os resíduos que não foi possível coletar com as luvas e descarte esse material junto com os restos da lâmpada;

- Limpe o local com água sanitária misturada com água para descontaminação;

- Mesmo usando luvas, lave bem as mãos com água corrente em abundância e sabão neutro;

Muita atenção: Lâmpadas fluorescentes devem ser descartadas em pontos especiais de coleta, nunca descarte junto com o lixo normal seco.

 

Quando uma lâmpada, em nossas residências ou empresas, não funciona mais, é necessário que sejamos responsáveis para darmos o devido destino. Assim, poderão ser recicladas e participar do ciclo de produção de um outro produto. É um item que requer alguns cuidados específicos, por isso quando o assunto é descarte de lâmpadas é nosso dever fazer sempre a coisa certa.

Tecnova. Inovar hoje para transformar sempre.

Entrar em contato