Blog
Tecnova

Publicado em: segunda, 02 de dezembro de 2019 às 10:49

Como a Logística Reversa pode agregar valor aos negócios e a imagem de uma empresa

Como a Logística Reversa pode agregar valor aos negócios e a imagem de uma empresa

Uma cadeia normal de suprimento é desenhada para atender o cliente final. Tudo é agregado no sentido de diminuir custos e suprir às necessidades do cliente. Acontece que no meio desse caminho existe a geração de resíduos: descarte de embalagens; substituição de peças na assistência técnica; descarte do produto no fim da sua vida útil. As empresas evitam pensar no fluxo de materiais e informações no sentido inverso, do cliente para a indústria, porque os custos desse processo ainda são altos. Porém, essa Cadeia de Suprimentos Integral, com o fluxo nos dois sentidos, mais cedo ou mais tarde deverá fazer parte do planejamento estratégico das empresas. A Logística Reversa representa uma oportunidade de agregar valor aos negócios e a imagem da empresa.

 

Por que usar a Logística Reversa?

Para cada produto produzido, um produto usado deve ser reciclado, por ao menos dois motivos: as reservas de minérios e outros elementos base da matéria prima da indústria são finitos e; os aterros (lixões) não darão conta de tanto resíduos que produzimos. Setores da sociedade mais atentos a isso, estão pressionando governos e os poderes legislativos a criarem leis mais rigorosas, para que as empresas gerenciem a vida útil de seus produtos até o momento do descarte, diminuindo os impactos ao meio ambiente. Essa pressão também é imposta pelos consumidores que, mais exigentes e informados, optam por produtos de empresas que já possuem ações de logística Reversa.

 

Ciclo de vida dos produtos na Logística Reversa

Um bem pode ter a duração de alguns dias (descartáveis) ou de muitos anos (bens duráveis), quando então são eliminados. O ciclo de vida de um produto, quando levado em conta a cadeia de suprimento, é calculado desde a sua fabricação até o momento em que fica obsoleto, pelo surgimento de novas tecnologias, ou não atender mais à necessidade para a qual foi concebido.

Na logística moderna, propõem-se o prolongamento para o fluxo do mercado para a indústria afim de recuperação que pode ser de um produto completo, seus elementos, ou insumos e matéria prima.

Para exemplificar, vamos levar em consideração a venda de um computador:

- caso apresente algum problema assim que adquirido, pode ser recuperado e disponibilizado ao mercado a uma valor mais baixo por ser de segunda linha;

- quando novos produtos e tecnologias tornam esse computador obsoleto, pode sofrer um processo de upgrade através de troca de componentes;

- os componentes retirados podem ser usados na produção de novos produtos que não dependem tanto de recursos tecnológicos de última geração;

- além dos componentes, peças desse computador podem sofrer processos de reciclagem para aproveitamento da matéria prima.

 

Planejamento da Logística Reversa

Na Logística Reversa o descarte dos produtos não é mais feito pelo consumidor final, mas pela empresa responsável por sua produção. Não se trata de uma ação ou atividade realizada por um grupo de pessoas ou departamento de uma empresa. Deve fazer parte do planejamento estratégico com objetivos e metas bem estabelecidos para que os produtos já sejam desenvolvidos prevendo maior recuperação de valor no momento de sua reutilização, reciclagem ou descarte definitivo em local adequado.

Para que um processo de Logística Reversa tenha sucesso, alguns elementos precisam ser bem planejados:

- Controles de entrada: verificação crítica do material retornado e identificação do que pode ou não ser reutilizado;

Processos específicos: para que a empresa perceba oportunidades com a Logística Reversa, é preciso controles, processos documentados e formalizados, metas e indicadores de desempenho;

Tempo reduzido de retorno: assim que é identificado a necessidade de um produto entrar em Logística Reversa, possuir canais que agilizem esse retorno, pois quanto mais rápido esse processo acontece, maior valor a empresa obtém do produto e de sua imagem perante o mercado.

Sistema de informação: para agilizar o atendimento aos clientes e exercer controle sobre os canais de recepção dos produtos em Logística Reversa é necessário a atuação e suporte da TI (Tecnologia da Informação).

 

A Logística Reversa pode agregar valor aos negócios e a imagem de uma empresa através da reutilização de materiais e também pelo fortalecimento da imagem da empresa perante o seu setor de atuação e para o mercado como um todo. No Brasil, a conscientização dos consumidores e leis cada vez mais severas estão pressionando cada vez mais os gestores para olharem com mais atenção para esse tema. As empresas que largarem na frente, com planejamento e processos bem desenhados, se beneficiarão das oportunidades e criarão vantagens competitivas para seus negócios.

Tecnova. Inovar hoje para transformar sempre.

Entrar em contato